Notícias

13 de julho de 2018

Intercâmbio de 5 dias nos EUA

Estudantes da UNIFENAS falam sobre curso em Havard e no MIT


Everton Marques
Ampliar foto
Os alunos Ângelo Ponte de Freitas Campos, Felipe Carluccio Falavigna, Anna Rodrigues, Letícia Lima Santos, Gustavo Miranda Magalhães e João Gabriel Menezes Duca nos EUA

Conhecer e participar de um curso em duas das mais conceituadas universidades dos Estados Unidos é o sonho de muitos universitários brasileiros. A UNIFENAS, por meio do seu programa de internacionalização, tem permitido a concretização deste sonho. Pelo segundo ano consecutivo, um grupo de universitários da instituição participou da “2ª Formação de Estudantes Líderes para o Século 21”, que ocorreu na Universidade de Harvard e no Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT), na cidade de Cambridge, Massachussetts, nos EUA, do dia 25 a 29 de junho.

O grupo foi formado por seis alunos dos câmpus de Alfenas, de Belo Horizonte e de Varginha, selecionados a partir de um edital que contemplou a inscrição de alunos de todas as unidades da UNIFENAS pelo estado de Minas Gerais. Em depoimento, eles destacaram que o curso, organizado pelo Semesp (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior) e a Laspau (afiliada da Universidade Harvard), aprimorou muitas habilidades por meio de Workshops. Questões como inovação, empreendedorismo, resolução de problemas e ensino baseado em aprendizado por meio do erro, comunicação e expressão verbal e não verbal, criatividade e outros fizeram parte da programação, que teve ainda um Tur pelas duas universidades.

O aluno João Gabriel Menezes Duca agradeceu a oportunidade por poder treinar diferentes habilidades nos Workshops. “Sou muito grato pela experiência que tive nos Estados Unidos e espero que outros estudantes tenham uma experiência parecida.” Seu colega Ângelo Ponte de Freitas Campos destacou que as aulas foram dinâmicas: “Não estava esperando por isso, e realmente foram experiências bem sucedidas com as quais a gente teve contato. A UNIFENAS teve fundamental importância porque ela permitiu, fomentou e apoiou essa nossa vinda”.

A conexão com universidades renomadas mundialmente foi lembrada pelo acadêmico Felipe Carluccio Falavigna. Ele também destacou que “foi um curso de muito aprendizado”. Sua colega de UNIFENAS, Letícia Lima Santos, acrescentou: “Foi a melhor experiência que eu poderia ter tido. Sem a UNIFENAS nada disso poderia ter sido possível. Eles incentivaram a inscrição, deram todo apoio que a gente precisou do câmpus até aqui”.

Anna Rodrigues Laudares Costa, aluna da UNIFENAS e tutora do grupo, afirmou que a experiência lhes proporcionou crescimento profissional e pessoal. “Eu tive a oportunidade e a possibilidade de conversar e conviver com pessoas de vários cantos do Brasil. Pude me abrir mais; foi de muito valor para mim”, disse a aluna, que agradeceu a oportunidade de intercâmbio concedida pela Universidade.

Antes do embarque de volta para o Brasil, no dia 30 de junho, Gustavo Miranda Magalhães sintetizou o momento vivido por cada um dos seus colegas de instituição: “Realmente o curso foi enriquecedor, oportuno e único. Foi um banho cultural de conhecimentos que, com toda certeza, levarei comigo para aplicar em minha vida pessoal e em minha instituição. Sou muito grato à UNIFENAS por proporcionar-me essa oportunidade incrível, que é o sonho de qualquer estudante: estar aqui em Havard e MIT. Me sinto muito realizado”.

O Professor Mario Sérgio Oliveira Swerts, pró-reitor acadêmico da UNIFENAS, fala de como a instituição enxerga o processo de internacionalização: “a UNIFENAS tem pensado internacionalização com foco na qualidade. Os programas internacionais que a Universidade tem disponibilizado aos seus alunos primam pela excelência, inovação e principalmente conteúdos que proporcionam aquisição de competências e habilidades inovadoras”.