Notícias

30 de agosto de 2019

UNIFENAS sedia Congresso Sul - Mineiro de Pediatria


Rosângela Fressato
Ampliar foto
Palestrantes, gestores, professores, coordenadores e membros das Ligas no Auditório Professor Edson Antônio Velano, onde ocorreu o Congresso

As Ligas de Pediatria do curso de Medicina da UNIFENAS, da UNIFAL, da Faculdade Medicina de Itajubá e da UNIVÁS (Universidade do Vale do Sapucaí, em Pouso Alegre), promoveram a 4ª edição do Congresso Sul - Mineiro de Pediatria, que este ano ocorreu na UNIFENAS, câmpus de Alfenas, dias 16 e 17 de agosto.

A programação constou de palestras e apresentação de trabalhos científicos. Na plateia, alunos, professores e coordenadores das Ligas das quatro universidades, além do presidente da Regional Sul da Sociedade Mineira de Pediatria, Edson Lopes Libânio, e da Presidente da Sociedade Mineira de Pediatria, Dra. Marisa Lages Ribeiro.

Dr. Joel Alves Lamounier, representante da Sociedade Brasileira de Pediatria, considerado um dos ícones do aleitamento materno no Brasil, abrilhantou o início do encontro tratando de novos conhecimentos científicos do aleitamento materno. Segundo ele, este é um tema muito importante porque traz uma série de dados relevantes, como, por exemplo, como o leite materno protege a criança contra infecções. “Mostrei os últimos avanços e tem muito a ver com o que a gente chama de microbioma intestinal, isto é, o leite materno ajuda a ter uma microbiota intestinal saudável e estas bactérias vão, no organismo, impedir que outras bactérias causem doenças nas crianças. É o leite materno fornecendo uma proteção por este mecanismo”. O médico ressalta que o ideal é a mãe alimentar seu filho até o sexto mês somente com o leite materno.

Em entrevista, Dr. Edson Lopes Libânio ressaltou que este Congresso é uma possibilidade para os presentes terem uma visão nova e diferente do que eles têm na vida acadêmica durante a graduação. Em sua opinião, um congresso, uma jornada sempre acrescenta novas visões, e algumas até conflitantes, às que os estudantes vêm na vida acadêmica. “Eu imagino que esses eventos deveriam se tornar uma rotina ao invés do estudo puramente acadêmico. É necessário sempre se atualizar dentro da especialidade que os alunos escolherem”.

A presidente da Liga de Pediatria da UNIFENAS, acadêmica Júlia Figueiredo Araújo, explica que o principal objetivo do Congresso foi trazer temáticas que discutam a atenção integral à criança, relevantes tanto para acadêmicos quanto para profissionais da área. “O evento traz também um conhecimento adicional para os seus participantes; é algo que realmente irá acrescentar em nossa formação acadêmica”

Para a coordenadora da Liga, professora Maria Natália Andrade, o encontro foi uma forma de inserir os acadêmicos na área científica e na organização de congressos. Segundo ela, este trabalho propicia aos universitários um bom desenvolvimento na profissão que querem seguir. “Eles entram em contato com os profissionais de outras instituições, permitindo, assim, que desenvolvam a parte científica, melhorando também seu conhecimento. É um evento bastante enriquecedor para todos nós”. Professora Ciderléia Castro de Lima, coordenadora adjunta da Liga, acrescenta que os temas abordados durante o evento foram muito bem selecionados pelos alunos das Ligas, que sentiram a necessidade de debatê-los.



Palestrantes de renome



A coordenadora do curso de Medicina da UNIFENAS, professora Annie Beatriz de Carvalho, enfatiza que é uma alegria para a Universidade sediar o 4º Congresso Sul - Mineiro de Pediatria, que trouxe assuntos de extrema importância. “É uma honra receber palestrantes de renome que enriquecem nosso evento e é fantástico o fato de o Congresso ser organizado por alunos. Eu acho que isso valoriza muito o encontro e a gente fica muito feliz por estar aqui compartilhando conhecimentos com eles”

Professora Glênia Junqueira Machado Medeiros, coordenadora da Liga de Pediatria da Faculdade de Medicina de Itajubá, observa que o evento foi muito importante porque reuniu as quatro Ligas organizadoras do Congresso “e também percebemos a preocupação dos alunos em se atualizarem”.

O coordenador da Liga de Pediatria da UNIVÁS, professor Eugênio Fernandes de Magalhães, diz que o encontro entre as quatro escolas foi um intercâmbio muito bom para disseminar o conhecimento, “um momento essencial para que os alunos possam usufruir de todo este aprendizado”.

O Congresso contou ainda com um momento cultural, em que a coordenadora do curso de Pedagogia, professora Maria Cristina Silva, alunos do curso de Medicina e o instrutor surdo Kelvin Russo, fizeram interpretações musicais em libras.