Notícias

29 de junho de 2021

Menção honrosa para o “Plantando e Colhendo Saúde”


Everton Marques
Ampliar foto
Profa. Alessandra Pupin comemora o resultado da premiação que será entregue em agosto, no 39º aniversário da ABMES

O projeto de extensão “Plantando e Colhendo Saúde” da UNIFENAS foi um dos dois projetos que receberam “Menção Honrosa” na 24ª edição do Prêmio Top Educacional Professor Mário Palmério. A premiação, organizada pela ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior), tem por proposta reconhecer ações inovadoras em diversas áreas do campo da educação. A atuação do Plantando e Colhendo Saúde junto às famílias rurais destacou-se, principalmente, por contribuir com a prevenção e diagnostico de casos de intoxicação por agrotóxicos.

Como divulgado pela Associação, 120 projetos de instituições públicas e privadas se inscreveram nessa 24ª edição. Para a professora Alessandra Cristina Pupin Silvério, coordenadora do projeto iniciado em 2016, a premiação sinaliza que o caminho trilhado na educação superior pela UNIFENAS está correto. “Nosso projeto atingiu reconhecimento nacional com um tema de grande relevância para o Brasil que diz respeito ao agronegócio, a maior riqueza do país.”

Pupin reforça a informação de que o cuidado com o trabalhador rural, bem como com a sua família, se faz necessário, pois diariamente estão expostos a praguicidas e correm risco de intoxicação. Agradecida pelo fato da UNIFENAS se empenhar em um projeto que, em suas palavras, visa a saúde como bem maior, a professora destaca o papel dos acadêmicos. Disse que os estudantes de Farmácia, Medicina, Biomedicina e Enfermagem possuem uma participação ativa e se mostram engajados para conhecer “as intoxicações agudas e crônicas causadas pela exposição aos praguicidas, bem como construir uma saúde mais digna a esse trabalhador tão importante para o nosso país”.

Uma vez consolidado, o projeto agora inicia uma nova etapa de atuação, que envolverá mais cursos da Universidade no desenvolvimento do “Plantando e Colhendo Saúde na Primeira Infância”. Segundo a coordenadora, a proposta é desenvolver estudos quanto aos efeitos da exposição aos praguicidas nas crianças.