Notícias

7 de dezembro de 2021

Congresso de Direito Penal do MP da região Sudeste tem UNIFENAS como coorganizadora

Anfitrião Dr. Jarbas Soares Júnior enaltece parceria entre o Ministério Público e a Universidade


Ampliar foto
Mesa solene da abertura oficial do Congresso com representantes da UNIFENAS, a reitora professora Maria do Rosário Araújo Velano, de Ministérios Públicos regionais e do vice-governador de Minas, Paulo Brant

A parceria Ministério Público de Minas Gerais e a UNIFENAS realizou, entre os dias 1 e 3 de dezembro, em Araxá, município da mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, o Congresso de Direito Penal da região Sudeste. O evento, que ocorreu no Tauá Grande Hotel Termas de Araxá, reuniu magistrados, promotores e autoridades de Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e de outros estados do Brasil. Palestras sobre práticas e estratégias para combate à criminalidade, no âmbito regional e nacional, com destaque para a comunicação entre os estados na execução das ações, tendo em vista as adversidades, enriqueceram o Congresso.

O governador Romeu Zema esteve na solenidade de abertura, por meio de videoconferência, e falou da importância do trabalho em conjunto entre o Poder Executivo e o Ministério Público, com intuito de agilizar as investigações e reprimir o crime organizado. A UNIFENAS, coorganizadora do Congresso, esteve representada pela reitora, professora Maria do Rosário Araújo Velano, que também compôs a mesa de honra; pela pró-reitora administrativo-financeira, Dra. Larissa Araújo Velano; e pela vice-reitora e pró-reitora de planejamento e desenvolvimento, Dra. Viviane Araújo Velano Cassis.

De acordo com o Dr. Jarbas Soares Júnior, anfitrião do evento, a parceria entre a UNIFENAS (Universidade José do Rosário Vellano) e o Ministério Público fortalece os laços entre as duas instituições, em especial, para o curso de Direito da UNIFENAS, com relevância no cenário nacional. Ele ainda considerou o Congresso como propício para análise de planejamentos e ações no processo civilizatório, no qual o Ministério Público não pode viver nas amarras da territorialidade, sendo fundamental a sinergia entre os poderes e estados, cada qual com suas diversidades.

A mesa solene foi composta por várias autoridades, como: o vice-governador de Minas Gerais, Paulo Eduardo Rocha Brant; o presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais e Procuradora-Geral de Justiça do MPAP, Ivana Lúcia Franco Cei; o procurador-geral de justiça do MPMG, Jarbas Soares Júnior; o procurador-geral de justiça do MPSP, Mário Luiz Sarrubbo; o procurador-geral de justiça do MPRJ, Luciano Oliveira Mattos de Souza; a procuradora-geral de justiça do MPES, Luciana Gomes Ferreira de Andrade; o desembargador do Tribunal de Justiça de Minas, Guilherme de Azeredo Passos; e o presidente da Associação Mineira do Ministério Público, Enéias Xavier Gomes.



Colaboração: texto - Gabriel Pereira; fotos - Anderson Rodrigues (Assessoria de Comunicação) e Alex Lanza (MPMG)