Notícias

23 de abril de 2018

UNIFENAS recebe Troféu Ouro durante o GEDuc


Rosângela Fressato
Ampliar foto
Professor Rogério Prado recebeu o Prêmio, representando a UNIFENAS, e os organizadores do projeto SINAIS

A UNIFENAS foi classificada como uma das finalistas ao PNGE – Prêmio Nacional de Gestão Educacional 2018, e recebeu o Troféu Ouro, na categoria “Responsabilidade Social”, com a prática “SINAIS – Sinalização de Apoio à Inclusão Social”, um projeto multidisciplinar, intercurso e transversal, organizado pelas professoras Maria Cristina Silva, Sandra de Souza Alves, a egressa Marina Couto (extensionista) e o professor Rogério Ramos Prado.

Foram eleitas três instituições de cada categoria: (Gestão Acadêmica, Responsabilidade Social, ou Gestão Administrativa e de Comunicação (envolve também as áreas financeira, de pessoas e de marketing) e de cada segmento para a premiação, que ocorreu no dia 21 de março, durante o GEduc 2018 (Congresso Brasileiro de Gestão Educacional), em São Paulo, onde foram divulgadas a Vencedora Ouro, Vencedora Prata e Vencedora Bronze.

O diretor de Extensão e Assuntos Comunitários da UNIFENAS, professor Rogério Prado, compareceu ao evento para receber o Troféu e afirma que “esse prêmio significa que a UNIFENAS está no caminho correto, apoiando ações sociais. Temos certeza de que o trabalho de responsabilidade social iniciado pelo prof. Edson Velano, e com a devida atenção da família Velano, está recebendo o reconhecimento nacional. Este prêmio representa muito para a comunidade alfenense e da região e também para todos os docentes e discentes envolvidos neste projeto. Nosso sincero agradecimento a todos que, direta ou indiretamente, contribuíram para esta tão significativa premiação”.

Professora Maria Cristina destaca que o Projeto SINAIS tem o propósito de difundir a política de inclusão Social e viabilizar aos acadêmicos da UNIFENAS experiências concretas nos cenários de minorias para busca de melhorias através do ensino, da extensão e da pesquisa , e neste, momento, compartilha com toda a comunidade acadêmica e sociedade o mérito deste prêmio. “É um percurso pautado em diversas ações impactando vidas. São muitos os envolvidos comungando dos ideais de equidade. Não se faz inclusão sozinho; este é literalmente um projeto desenvolvido por várias mãos que acreditam na promoção humana através do respeito às diferenças”.



Melhores práticas



O objetivo do PNGE é reconhecer as melhores práticas e, desta forma, destacar as instituições vencedoras no mercado, além de compartilhar os caminhos possíveis para se atingir ótimos resultados, inspirando outras organizações a colaborarem com a evolução da educação. O PNGE se tornou a premiação mais importante para a gestão educacional brasileira, sendo consagrado como sinônimo da valorização de excelentes desempenhos. Desde 2008, já premiou mais de 110 cases de sucesso, reconhecendo os trabalhos de instituições de ensino básico e superior do norte ao sul do país.(Fonte: https://abmes.org.br)

Como consta no site da ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior) “o PNGE é correalizado pela CONFENEN (Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino), FENEP (Federação Nacional das Escolas Particulares), ABMES, ABRAFI (Associação Brasileira das Mantenedoras das Faculdades Isoladas e Integradas), ANACEU (Associação Nacional dos Centros Universitários), ANEC (Associação Nacional de Educação católica do Brasil), e pela HUMUS.