Engenharia Civil Câmpus Alfenas




Sobre o Curso

  • Duração do curso: 10 semestres
  • Período: Diurno e Noturno
  • Câmpus: Alfenas
  • Criação: Resolução CONSUNI nº 6 de 25 de junho de 2012
  • Reconhecimento: Portaria SERES/MEC nº 938 de 24/08/2017, Publicado no D.O.U. de 28/08/2017

AVALIAÇÃO DO CURSO
CC MEC
4
ENADE
SC
CPC
SC


CONTATO
Curso de Engenharia Civil - Câmpus Alfenas
E-mail: engenhariacivil.alfenas@unifenas.br
Telefone: (35) 3299-3275
Endereço: Universidade José do Rosário Vellano
Curso de Engenharia Civil
Rodovia MG 179, Km 0, Trevo
Alfenas-MG
CEP 37132-440

COORDENAÇÃO
Mercado de trabalho amplo

O engenheiro civil participa de todas as etapas de uma obra: projeta, fiscaliza, gerência, constrói e opera. O mercado de trabalho para ele é promissor em função de sua versatilidade e da necessidade de responsabilidade técnica em obras de quaisquer natureza. Sua formação abrange diversas áreas do conhecimento, de modo que poderá atuar em órgãos públicos e privados, na administração e gerenciamento de vários setores industriais e em empreendimentos próprios.


Formação profissional norteada pela sustentabilidade

Atualmente, promover a sustentabilidade é um grande desafio para todo profissional e, mais ainda para o profissional da construção civil, responsável direto pelas modificações do espaço rural e urbano. A promoção da sustentabilidade nos diversos setores é uma característica do egresso da UNIFENAS na projeção e execução de obras.


Tecnologia aliada à atuação profissional

Desde os primeiros semestres do curso, por meio do desenvolvimento de conteúdos e de laboratórios adequados às modernas tecnologias construtivas, os estudantes do curso de Engenharia Civil da UNIFENAS têm contato com softwares, que, juntamente com uma sólida formação técnica, subsidiarão as tomadas de decisões faces aos problemas da construção civil.


Histórico

O primeiro curso de Engenharia Civil, mantido pela FETA, teve sua autorização para funcionar em 9 de julho de 1974, por meio do Decreto CFE 74269 e o seu reconhecimento pela Portaria do MEC nº 828 em 27 de agosto de 1979. Durante o período em que foi ofertado, agosto de 1974 a dezembro de 2004, concluíram o curso 34 turmas, correspondendo a um total de 900 engenheiros que em sua maioria se encontram em atividades em nosso país e alguns no exterior.
A existência do curso foi de grande importância para a população do município e região devido à oportunidade de se poder cursar uma faculdade sem ter que se deslocar para os grandes centros e também pelo fato da constante demanda desses profissionais na região e no país. A estagnação econômica, a partir década de 80, ocasionou a queda na demanda pela profissão. Tornaram-se escassas as oportunidades de trabalho e consequentemente a procura pelo curso, levando a paralização do mesmo pela UNIFENAS.
Em 2013, a UNIFENAS retornou com o curso de Engenharia Civil, com moderna matriz curricular atendendo as Diretrizes Curriculares Nacionais e compatíveis com atual estágio do desenvolvimento tecnológico, com modernos e atualizados laboratórios e equipamentos de última geração. Desde os períodos iniciais o estudante é colocado em contato com disciplinas ligadas a área de atuação, do engenheiro, sendo essa situação um fator estimulante.
São realizados, anualmente, os eventos na área da Engenharia Civil, como Ciclo de Palestras da Construção Civil, Torneio Pontes de Macarrão, Fórum de Debates da Engenharia Civil e também participação conjunta com outros cursos, em diversos eventos institucionais.


Projeto Pedagógico

O Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia Civil da UNIFENAS conduz à formação de profissional generalista e aborda as ações que aperfeiçoam o ensino para a formação daqueles compromissados com a melhoria de vida da comunidade.
Durante o curso, são desenvolvidos conhecimentos específicos em diversas áreas: edificações, estruturas, estradas, barragens, saneamento básico, gerenciamento de obras, desenvolvimento de projetos e outros.
Os conhecimentos essenciais à formação do profissional engenheiro são desenvolvidos durante o curso em atividades diversas como: aulas teóricas e práticas, atividades complementares e integradoras, estágios, visitas técnicas, programas de extensão e de iniciação científica, trabalho final de curso e atividades que simulam o ambiente profissional, com o objetivo de atender às competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) inerentes à profissão e também às exigências do mercado de trabalho.
Portanto, a UNIFENAS pretende não só preparar seu acadêmico para o mercado de trabalho, mas também despertar-lhe uma percepção crítica dos problemas da sociedade, superando a simples transmissão repetitiva de conhecimento e buscando a criação de novas expressões do saber, a partir da realidade e expectativa da sociedade na qual está inserida.


Monitoria

O Programa Institucional de Monitoria compreende um conjunto de atividades acadêmicas exercidas por estudante de graduação e que tem por finalidade contribuir para sua formação integrada. O monitor exerce suas atribuições sob a orientação do professor responsável pela disciplina ou unidade curricular. O exercício da Monitoria é voluntário e pode ser remunerado. A monitoria deverá ser exercida em horário que não coincida com o das disciplinas ou unidades curriculares nas quais o estudante monitor se encontrar matriculado ou com o de outras atividades necessárias a sua formação acadêmica. O Programa possibilita a participação de estudantes na iniciação à prática docente, contribuindo para o desenvolvimento de habilidades e competências próprias da atividade pedagógica. Para participar do Programa Institucional de Monitoria da UNIFENAS, consulte o Coordenador do seu curso.


Atividades Complementares

As Atividades Complementares complementam a formação dos estudantes de maneira geral e específica. A coordenação de cada curso relaciona, no início de cada semestre, os eventos e atividades que serão oferecidos para que o aluno possa se programar.
O aluno deverá cumprir até o penúltimo período de seu curso de graduação no mínimo 80% (oitenta por cento) das atividades complementares previstas.
É obrigatória a participação do aluno nas atividades previstas em pelo menos dois dos cinco grupos indicados pela UNIFENAS. Em cada grupo serão permitidos, no máximo, os seguintes percentuais da carga horária curricular para as atividades complementares:
Grupo 1 – ENSINO - 60% da carga horária de Atividades Complementares
Grupo 2 – PESQUISA - 60% da carga horária de Atividades Complementares
Grupo 3 – EXTENSÃO - 60% da carga horária de Atividades Complementares
Grupo 4 – REPRESENTAÇÃO ESTUDANTIL - 20% carga horária de Atividade Complementar
Grupo 5 – OUTRAS ATIVIDADES - 10% da carga horária de Atividades Complementares


Atividades Integradoras

As Atividades Integradoras, consistem em inovações pedagógicas cuja finalidade é alterar a concepção dos cursos, tornando-os mais próximos da relações práticas da vida profissional e da realidade social brasileira. Destinam-se, sobretudo, à atualização curricular – com conteúdos programáticos variáveis – pela incorporação de temas novos e de relevância científica, mas que não se desenvolvem em disciplinas autônomas.
Componentes obrigatórios, essas atividades permitem novas situações que facilitarão o desenvolvimento de competências e habilidades importantes na formação do discente, repercutindo em sua vida profissional. São elas: análise de problemas da sociedade na busca de soluções individuais e/ou coletivas; tomadas de decisões; vivência de situações de liderança; desenvolvimento de perfil empreendedor e comunicação de relações interpessoais, entre outras.


Trabalho Final de Curso

O Trabalho Final de Curso (TFC) adotado como um requisito para a formação do estudante é um conjunto de processos de estudo, de pesquisa e reflexão que caracterizará a vida intelectual do estudante. Este estudo objetiva a continuidade garantida da produção de conhecimentos. O aprofundamento da vida científica passará a exigir do estudante uma postura de autoavaliação didática que será, sem dúvida, crítica e rigorosa. O TFC tem a função de reforçar os conteúdos ministrados aos estudantes no decorrer do Curso de Engenharia Civil, na medida em que estes escolhem temas de pesquisa e desenvolvem reflexões relacionadas com os conhecimentos trabalhados nas disciplinas. São pesquisas orientadas e propiciam o desenvolvimento da produção científica.


Estágios Curriculares Supervisionados

O estágio curricular supervisionado é um componente estratégico na formação do estudante como futuro profissional qualificado. É nele que o estudante sedimenta os conhecimentos e competências adquiridos ao longo do curso. Ele lhe confere maturidade profissional e técnica, possibilita o contato com profissionais da área, a vivência e convivência com pessoas e a oportunidade de conectar o saber ao fazer.
No curso de Engenharia Civil, o estágio curricular supervisionado tem o objetivo de fomentar a relação ensino e serviços, ampliar as relações da universidade com a sociedade colocando o futuro profissional em contato com as diversas realidades sociais.
O estágio curricular tem duração de 300 horas distribuídas em dois momentos: Estágio Supervisionado I e II desenvolvidos no 9º e 10º períodos, respectivamente, com 150 horas cada estágio.


Portal do Egresso


Perfil do Egresso

O curso de Engenharia da UNIFENAS, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais (Resolução CNE/CES11, 11 de março de 2002) forma o engenheiro, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitado a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, técnicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.
O egresso do curso tem uma formação que envolve as principais subáreas da Engenharia civil, a saber: Estruturas, Construção Civil, Estradas, Geologia, Solos, Fundações; Hidráulica, Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental e Transportes.
Ao final do curso o egresso estará apto a implantar e gerenciar a estrutura administrativa de obras; elaborar e executar projetos de obras civis; liderar equipes técnicas multidisciplinares; promover produção técnico-científica aplicada; elaborar e analisar cronogramas, orçamentos e propostas técnicas; atuar no meio acadêmico e na difusão e pesquisa de novos conhecimentos e tecnologias.


Portal do Egresso


Pesquisa

Com a pesquisa consegue-se uma educação rica em oportunidades para se fazer diferente. A pesquisa incorpora necessariamente a prática ao lado da teoria. Por isso, integrada ao ensino e à extensão, a pesquisa na UNIFENAS é pensada como forma de proporcionar e orientar o desenvolvimento institucional, criando interfaces com as questões sociais.


Página de Pesquisa e Pós-graduação Unifenas
Tutorial de utilização do portal da CAPES
Tutorial de utilização de bibliotecas virtuais em Saúde (Parte I)
Tutorial de utilização de bibliotecas virtuais em Saúde (Parte II)

Extensão

As ações de extensão do curso de Engenharia Civil são significativas e acontecem durante todo o ano por meio de projetos, cursos, eventos e prestação de serviços, muitas vezes com parcerias importantes.
A criação de projetos de extensão e eventos inicia-se em sala de aula, pelos próprios estudantes, que, orientados por seus professores, estruturam e executam as ações. Estas ações apresentam características variadas, sendo sempre muito bem fundamentadas para que percebam sua importância e verifiquem um aprendizado mútuo entre a comunidade e o acadêmico.
As atividades de extensão desenvolvidas no curso são:
a) Projetos Institucionais
UNIFENAS Ecologia
UNIFENAS na Comunidade
Feira de Profissões
Projeto Rondon
Programa de Internacionalização
b) Projetos
Aguapé – Sistema Natural de Tratamento de Esgoto
Aproveitando a Força Cinética
Casa Construída com pallets de madeira
Manta Térmica Sustentável
Sustentabilidade em Aquecimento Solar
Estudo de Viabilidade Técnica de Reutilização do Gesso
c) Eventos Institucionais
Fórum de Extensão Universitário
Mostra Artística e Cultural
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia
Fórum de Responsabilidade Social
SINAIS – Sinalização de Apoio à Inclusão Social
Torneios Esportivos Intercursos
d) Eventos Intercursos
Simpósio da Liga de Saúde e Segurança do Trabalho
e) Eventos
Ciclo de Palestras da Construção Civil
Torneio Pontes de Macarrão
Fórum Debates da Engenharia Civil
Visitas Técnicas
f) Cursos Institucionais
Curso de Educação Ambiental
Educação e Diversidade Étnico-Racial no Brasil
Oratória com Técnicas Teatrais
Línguas – LH Idiomas
Curso Como Tomar Decisões em Equipe
g) Cursos Intercursos
Excel Aplicado em Gestão de Negócios
h) Cursos
Curso de AUTOCAD
i) Ligas/Núcleos
Liga de Saúde e Segurança do Trabalho


Página da Extensão Universitária


Laboratórios

Curso de Engenharia Civil da Unifenas possui infraestrutura de qualidade, com equipamentos e instalações adequadas às práticas, além de contar com laboratórios nas seguintes áreas:
- Laboratório de Química
- Laboratório de Física
- Laboratório de Desenho
- Laboratório de Materiais de Construção
- Laboratório de Eletrotécnica e Energia
- Laboratório de Topografia
- Laboratório de Tecnologias de Engenharia
- Laboratório de Hidráulica e Mecânica dos Fluídos
- Laboratório de Geotecnia


Laboratórios de Informática

Os laboratórios de informática estão disponíveis aos estudantes como ferramenta de apoio ao ensino, à pesquisa e à extensão. São equipados com computadores cujas configurações atendem plenamente às necessidades dos cursos. Softwares e aplicativos específicos simulam situações que o estudante vivenciará no exercício de sua profissão. Os laboratórios são conectados à Internet à qual garante livre acesso aos seus usuários.


Próximos Eventos

Notícias

Previous Next
Previous Next
Previous Next

Vídeos