Notícias

13 de setembro de 2019

Construção do conhecimento aprimorada


Everton Marques
Ampliar foto
O Professor Alexandre Nicolini (centro da foto, de relógio) com o corpo de gestores, docentes da UNIFENAS e visitantes no Auditório Professor Edson Antônio Velano

Alexandre Nicolini, especialista em aprendizagem, docência e gestão universitária, foi convidado pela UNIFENAS para proferir a palestra “Transformação Digital no Ensino Superior: O Papel da Avaliação”. Direcionada para gestores, coordenadores de curso e docentes dos seis câmpus da Universidade, a palestra é uma das ações do Programa de Desenvolvimento Docente da UNIFENAS (ProDDU), que investe continuamente na capacitação de seus professores. Em Alfenas, o encontro com Nicolini ocorreu no dia 29 de agosto, no Auditório Professor Edson Antônio Velano.

O especialista em aprendizagem, docência e gestão universitária relatou suas experiências de forma a provocar a reflexão do porquê fazemos o que fazemos. Enfatizou a necessidade de organizar o processo de aprendizagem em métodos que conduzam a caminhada de transformação do aluno. “O que nós temos que começar a pensar é que tipo de aprendizagem queremos para os nossos estudantes? Nós queremos que eles saibam apenas sobre teorias ou queremos que eles saibam exercer a profissão, a carreira na prática, e resolver problemas da sociedade? ”, questiona o palestrante.

Assertivo em suas colocações, Nicolini opina que o aluno deve contribuir para o avanço da sociedade, o que apenas com fundamentação teórica, sem a utilização de ferramentas que incluam a prática, é impossível de se alcançar. Quanto à avaliação do professor, se bem feita, ela permite atestar se a aprendizagem de fato ocorreu. Detalhe: os educadores devem estar atentos aos resultados não alcançados na avaliação.

O palestrante afirma que não está preocupado com o 70% que o estudante apreendeu e sim com os 30% que o impediram de chegar ao aproveitamento máximo. É nesta última porcentagem que se deve atuar individualmente em cada aluno. Se todos passarem pela média, a gente vai ter só medíocres. A gente precisa mais do que isso para poder desenvolver a sociedade. A gente precisa de indivíduos que estejam fincados na excelência. Você não vai ter um profissional excelente se ele passar na média. Você tem que se assegurar que ele aprenda, de preferência, 100% do que está sendo ensinado, de que ele consiga atuar em 100% dos problemas.”

A palavra transformação esteve presente na abertura e no encerramento da palestra organizada por meio do ProDUU (Programa de Desenvolvimento Docente da UNIFENAS). O professor Mário Sérgio Oliveira Swerts, pró-reitor acadêmico da instituição, falou das mudanças que o Programa tem provocado na Universidade, principalmente no corpo docente. O cerne da questão é que a sociedade hoje é muito mais tecnológica e as informações não são mais exclusivas das universidades e estão acessíveis de diferentes maneiras. As duas questões anteriores levam à mudança do professor transmissor do conhecimento para o professor mediador da aprendizagem. Desenvolver a excelência do professor é uma das metas do ProDUU. “O docente representa hoje o papel fundamental, primordial, nessa transformação que o mundo vive e, por sua vez, ele tem que transformar esse indivíduo para estar totalmente preparado para este mercado de trabalho”, destacou o pró-reitor.

Em Alfenas, o encontro com Nicolini ocorreu com os docentes dos câmpus de Alfenas, Campo Belo, Poços de Caldas e Varginha e, em Belo Horizonte, para os professores dos câmpus de Belo Horizonte e Divinópolis. Paralelo ao tema abordado na palestra, houve também um treinamento com o professor Alexandre Nicolini relacionado à “Nova Universidade – Projeto, Aprendizagem e Domínios Cognitivos. Mundo das Competências”.