Notícias

8 de novembro de 2019

Mostra Artística valoriza a música instrumental


Everton Marques
Ampliar foto
Profa. Sônia, os maestros Alessander Sebastião e Thiago Moraes com a reitora profa. Maria do Rosário, a profa. Sandra Remondi e a orquestra de cordas ao fundo

Uma mostra artística ousada, na qual a música popular brasileira instrumental convidou o ouvinte a sentir, a vivenciar a sonoridade de instrumentos como, por exemplo, o saxofone, o violoncelo, o violino, o violão, a flauta e o teclado. A abertura da 16ª Mostra Artística e Cultural da UNIFENAS, no dia 29 de outubro, ao som da música instrumental, suavizou a noite de jovens universitários, de professores, da reitora Maria do Rosário Araújo Velano e de convidados do NUCAU (Núcleo de Cultura e Artes da UNIFENAS), responsável pelo evento.

As apresentações foram, em sua maior parte, conduzidas pelo Centro Municipal de Música Profa. Walda Tiso Veiga, na pessoa do diretor e maestro Thiago Moraes. Além de apresentações com duo de teclado e saxofone, de canto lírico com Dayvisson Duque, egresso do curso de Direito da UNIFENAS, houve a apresentação da orquestra de cordas, esta sob a regência do maestro Alessander Sebastião. Como disse Thiago Moraes, professores e músicos do conservatório sentiram-se honrados em poderem contribuir com a Mostra da Universidade.

Para a professora Sônia Boczar, coordenadora do NUCAU, as apresentações do primeiro dia foram um espetáculo, graças aos excelentes músicos que se apresentaram. Elogios foram estendidos à Camerata da UNIFENAS, que também se apresentou na abertura do evento e está sob a responsabilidade de Alan Morais Firmo. “Eu penso que a Universidade, dentro da extensão, deve ser um polo irradiador de cultura. Uma coisa muito interessante é que isto é uma semente que germina. Quando você faz um projeto cultural dessa magnitude, mesmo que por poucos dias, isso germina porque vai ter algum aluno que vai querer aprender um instrumento. Desperta o bom gosto nas pessoas.”



Ritmos variados e exposição de documentos históricos



Eclética, a programação da Mostra contou, no segundo dia, com a apresentação do grupo formado por professores e alunos que integram o projeto “Canjinha 20:30”. Trata-se de uma iniciativa que busca, por meio da música de diferentes estilos, integrar ainda mais a comunidade acadêmica da UNIFENAS, no intervalo das aulas. O professor e cantor Celso de Ávila Ramos e a banda Grooviola também contribuíram com o evento.

Enquanto a música rolava no Auditório Professor Edson Antônio Velano, no hall da Biblioteca Central da Universidade ocorria a “Exposição de Imagens e Documentos Históricos – Alfenas... Olhares do Passado”. O material é resultado de pesquisa e edição de Adriana Junqueira Macedo e Jesiel Bruzadelli Macedo. A exposição, com documentos históricos da cidade de Alfenas, integrou o Projeto Formosa, coordenado pelo Rotary Clube de Alfenas em comemoração aos 150 anos do município. Apenas uma parte do acervo doado à UNIFENAS foi exposta durante a mostra. “Nós pretendemos transformar o acervo completo em um acervo permanente na Universidade, mediante projeto ainda a ser desenvolvido”, disse a coordenadora do NUCAU.

Ao agradecer o apoio da Universidade para a realização do evento, a professora Sônia destacou que a Mostra Artística e Cultural da UNIFENAS foi iniciada pela professora Jussara Mesquita, dentro da diretoria de extensão, com o professor Rogério Prado, e que eles fizeram um grande trabalho.

Agora, ela deverá dar sequência ao buscar apoio cultural de outras instituições para também incentivar corais e oficinas de teatro. “Na cultura, a realidade é que projetos precisam de apoio. A Universidade tem infraestrutura, mas não tem como fazer tudo. Então, todos os projetos devem ser autossustentáveis.”