Notícias

20 de dezembro de 2019

2020, um ano de novos desafios para a UNIFENAS


Everton Marques
Ampliar foto
Gestores, supervisores e coordenadores de curso da Universidade

“É com muito orgulho que podemos dizer: somos a melhor Universidade privada do Estado de Minas Gerais!” Gestores, supervisores e coordenadores de curso, dos seis câmpus da UNIFENAS, ouviram estas palavras no discurso da reitora Professora Maria do Rosário Araújo Velano, por ocasião da reunião de fim de ano. No encontro, que ocorreu em Alfenas, destacou-se o recredenciamento da Universidade, com nota máxima no MEC, o planejamento para a próxima década e o início de 10 novos cursos de graduação em março de 2020, na modalidade EAD, e que se somam aos demais 37 cursos presenciais da instituição.

O balanço anual e a projeção dos próximos anos foi apresentado pelo professor Mário Sérgio Oliveira Swerts, pró-reitor acadêmico. Ele expôs as estratégias da instituição que estão alinhadas com visão de “ser reconhecida como uma Universidade de tradição e qualidade no ensino, na pesquisa, na extensão e na inovação, antecipando as mudanças, vendo além do horizonte imediato as necessidades da educação no futuro”.

O professor exibiu os fatos que comprovam a posição privilegiada da UNIFENAS em Minas Gerais. “Nós tivemos recentemente uma publicação, pelo Inep/MEC, do Índice Geral de Cursos. A UNIFENAS obteve o IGC contínuo de 3.22, o IGC faixa 4, em uma escala de 1 a 5, e nos coloca como a melhor Universidade privada do Estado de Minas Gerais. Isso está sacramentado e ratificado pelo indicadores do Ministério da Educação e vem coroar o trabalho e a dedicação de todos os seus colaboradores, de todos os seus professores, de todos os gestores e, principalmente, da reitoria e da mantenedora da Universidade, que não evitam esforços para que cresçamos sempre mais em prol da educação”

A Dra. Viviane Araújo Velano Cassis, vice-reitora, afirmou que 2020 novos desafios serão superados com o trabalho em equipe e com o compromisso e profissionalismo já demonstrados no ano que finda. Ela fez, ainda, uma referência ao recredenciamento da Universidade com o conceito 5, nota máxima do MEC. “A gente finaliza 2019 com a certeza do dever cumprido, dever cumprido pelo desafio do recredenciamento.”