Notícias

18 de março de 2020

Plantando e Colhendo Saúde entre os finalistas do PNGE


Everton Marques
Ampliar foto
A professora Alessandra Cristina Pupin Silvério (de jaqueta branca), uma das coordenadoras do projeto, com alunos e parceiros no ano de 2012

O projeto Plantando e Colhendo Saúde, desenvolvido pela UNIFENAS, em parceria com a Emater, é um dos finalistas ao PNGE (Prêmio Nacional de Gestão Educacional), na categoria Responsabilidade Social. Este projeto desenvolve pesquisa relacionada à intoxicação a partir da exposição ao agrotóxico e leva orientação à população rural de Alfenas e cidades da região já há quase 10 anos. A premiação integra a programação do GEduc 2020 (Congresso Brasileiro de Gestão Educacional), considerado o mais importante do setor e que este ano terá por tema central a “Disrupção na Educação”. O evento ocorre de 27 a 29 de julho, no Salão Nobre do Centro de Convenções do Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo.

De acordo com o Professor Rogério Ramos do Prado, diretor de extensão e assuntos comunitários da UNIFENAS, esta será a terceira vez que a Universidade é relacionada entre os finalistas do PNGE, na mesma categoria. Na primeira recebeu o troféu prata pelo trabalho desenvolvido no Centro Pró-sorriso, especializado no atendimento a pacientes fissurados (lábio leporino e palato fendido) de deformidades crânio-faciais. Em 2018, o projeto “SINAIS – Sinalização de Apoio à Inclusão Social” da UNIFENAS recebeu o troféu ouro. O diretor de extensão diz que estar relacionado entre os finalistas, pela terceira vez, é como um reconhecimento nacional do trabalho realizado pelos professores e alunos envolvidos com os projetos.

Segundo os organizadores, o PNGE incentiva “as instituições de ensino a desenvolverem práticas eficazes em suas diversas áreas, além de inspirar outras organizações a aprimorarem a educação”. A premiação ganha maior visibilidade ao integrar a programação do GEDuc, que nesta sua 18ª edição contará com mais de 60 palestrantes. O evento é pensado para atender ao público formado por gestores educacionais brasileiros da educação básica e superior.