Notícias

3 de novembro de 2020

24 cursos estrelados pelo Guia da Faculdade


Everton Marques
Ampliar foto
UNIFENAS em constante evolução

Com a divulgação do Guia da Faculdade 2020, avaliação que envolve 14 mil cursos superiores brasileiros, a UNIFENAS conquistou ao todo 79 estrelas. Dos seus 24 cursos estrelados destacam-se com 4 estrelas a Administração, a Agronomia, a Educação Física, a Enfermagem, a Fisioterapia e a Medicina câmpus de Alfenas e câmpus de Belo Horizonte. A pesquisa foi realizada pelo Estadão e pela Quero Educação.

O estudo analisou o “Projeto Pedagógico”, o “Corpo Docente” e a “Infraestrutura” das instituições de ensino superior cadastradas no Ministério da Educação e de cursos com turmas já graduadas. O professor Márcio Antônio Ferreira, diretor de graduação da UNIFENAS, comentou o resultado. Disse que comparado com dados de outra avaliação realizada em 2019, em que a Universidade obteve 21 cursos estrelados e um total de 70 estrelas, o resultado de 2020 demonstra a evolução da instituição. “A UNIFENAS continua a investir na qualidade de seus cursos, na capacitação contínua dos docentes, bem como na modernização e nas modificações dos processos internos.”

O Guia da Faculdade conta com a participação de 9 mil coordenadores e professores do ensino superior que atuam como avaliadores, sendo seis por curso. Ao final da pesquisa o resultado é transformado em estrelas. Esta avaliação do ensino superior ocorre anualmente por iniciativa do Estadão e da Quero Educação, startup da área educacional responsável por definir a metodologia utilizada, coleta de informações, montagem do banco de avaliadores e tabulação dos dados.

Como destaca o diretor de graduação da UNIFENAS, a qualidade do ensino é primordial para o desenvolvimento do país. Ele considera as avaliações necessárias para se aprimorar esta qualidade. “Há muitas formas avaliativas, desde as tradicionais pelo governo (indicadores de qualidade do ensino superior, conceitos de curso e institucional pelo INEP/MEC), pela mídia e pela sociedade civil com objetivos de fornecer subsídios para gestão dos cursos e das instituições de ensino superior”, disse o professor Márcio.