Notícias

21 de dezembro de 2020

INEP/MEC classifica curso de Agronomia da UNIFENAS como o melhor do Brasil


Everton Marques
Ampliar foto
Um dos diferenciais do curso é a empregabilidade respaldada na graduação que oferece ao aluno a pesquisa e estágios importantes na sua formação

É em Alfenas, no Sul de Minas Gerais, que está o melhor curso de Agronomia do Brasil. Desde a sua autorização de funcionamento em 1988, o curso da UNIFENAS se aprimorou até chegar ao presente e se destacar nas avaliações do INEP/MEC (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, vinculado ao Ministério da Educação) dentre todas as universidades públicas e privadas.

Como acreditam os gestores do curso, este resultado é a soma de ações que levam a autonomia da comunidade acadêmica. A execução de um planejamento institucional bem realizado, com um corpo de professores formado quase que 100% de doutores, infraestrutura adequada ao ensino-aprendizagem, com programas de mestrado, de doutorado e, o que consideram fundamental, alunos comprometidos com a sua própria formação, indicavam que pelo caminho percorrido era natural alcançar o reconhecimento de melhor curso do país.

Há 17 anos à frente da coordenação do curso, o Prof. Dr. Paulo Roberto Corrêa Landgraf diz que a graduação da UNIFENAS é a cara dos mineiros: discreto na sua atuação, mas capaz de grandes feitos. “Nós sempre tivemos conceitos muito bons junto ao MEC. Esse é o objetivo do nosso curso, que esteja sempre em evidência em todo Brasil.”

Quem percorre os corredores, visita os laboratórios, os espaços de cultivo protegido, o horto florestal, a área de experimentos dentro do câmpus se impressiona com curso que possui também uma fazenda escola. A infraestrutura é complementada pela cumplicidade que há entre alunos, professores e colaboradores que vivem o seu dia a dia envolto ao ensino, à pesquisa, à extensão universitária e que harmoniza tradição com inovação.

Como diria o Prof. Dr. Mário Sérgio Oliveira Swerts, pró-reitor acadêmico, a atuação de professores, alunos e colaborares, que vivem a Agronomia da UNIFENAS com dedicação, com comprometimento e com autonomia, fez sentido. Não se esperava outro resultado das avaliações do INEP/MEC.

Como explica o pró-reitor, foi o indicador do CPC (Conceito Preliminar de Curso), nota máxima, que confirmou a excelência da graduação. “A composição do CPC é dada pela nota do ENADE, pela titulação de professores, regime de trabalho dos docentes. De fato ele tem um conjunto de indicadores, bem como, também, a formação do aluno desde o ensino médio, até o que ele ganha na instituição [Universidade]. Então, é um indicador de qualidade muito bem pautado, muito bem embasado e que credita toda essa qualidade do curso de Agronomia.”