Notícias

16 de setembro de 2021

Acia reinaugura prédio e homenageia Professor Edson Velano


Ampliar foto
Dra. Viviane Araújo Velano, professora Maria do Rosário Araújo Velano e Dra. Larissa Araújo Velano

Jornal dos Lagos

A Acia (Associação Comercial e Industrial de Alfenas) realizou solenidade de reinauguração do seu prédio, localizado na rua José Dias Barroso, no centro da cidade. Fundada em 1933 por Dr. João Leão de Faria, a Acia passou por várias modificações físicas até chegar ao atual estágio, um prédio com acessibilidade e salas e auditórios de alto padrão. O atual presidente Conrado Gomes de Souza, que dirige a entidade desde janeiro de 2016, comandou os trabalhos de reinauguração (26-08) e deu nome a dois novos auditórios: Professor Edson Antônio Velano (fundador da UNIFENAS) e Carlos Rogério de Souza (pai do presidente da Acia), ambos já falecidos. A solenidade recebeu cerca de 30 pessoas e seguiu rigorosamente as regras da vigilância sanitária para o combate à Covid-19.

Presentes na cerimônia de reinauguração, familiares do professor Edson Antônio Velano – esposa, professora Maria do Rosário Araújo Velano (reitora da UNIFENAS) e as filhas Dras. Larissa Araújo Velano (pró-reitora administrativo-financeira) e Viviane Araújo Velano Cassis (vice-reitora); e também Dalzira Gomes de Souza, esposa do homenageado Carlos Rogério de Souza. Os auditórios 1 e 2 ficam na parte superior do prédio da Acia. Eles serão usados para reuniões estratégicas da entidade e de seus associados, bem como aplicação de cursos de interesse de todos. Diretores e associados da Acia também estiveram na solenidade, que durou cerca de uma hora. Após, foi servido um café especial a todos os convidados.

O presidente da Acia, Conrado Gomes de Souza, em seu discurso, saudou todos os presentes e disse que se sente honrado por estar presidente da associação. “Senti-me extremamente honrado ao assumir a presidência desta casa em janeiro de 2016 e agradeço a confiança depositada em mim e em toda a equipe de diretores.” Ele afirma que estar presidente da Acia é um desafio, mas está ciente de que seria grande a “responsabilidade de transformar essa entidade em uma das mais importantes e respeitadas associações do sul de Minas”.

Conrado Gomes de Souza disse também, em sua fala, que tem “o prazer de apresentar a todos vocês o quanto crescemos, a começar pela nova e privilegiada estrutura do prédio, com sua condição invejável, tanto física, quanto funcional, totalmente remodelada”. Informou que a Acia está com mais de 900 sócios “pontualmente em dia” e tem um portfólio enorme de serviços e ações construídas ao longo dos últimos anos, “uma forte representatividade junto ao poder público, uma imagem respeitada perante a classe empresarial e toda a sociedade, e hoje é considerada referência no sul de Minas”.

No meio de sua fala, Conrado Gomes convidou os presentes para assistir a um vídeo institucional da Acia, mostrando todas as reformas feitas no prédio. Em seguida, falou de seu trabalho nos seis anos como presidente, agradeceu o apoio da família, “exemplos de referência e bons valores”. Enalteceu também o trabalho e a dedicação dos seus colaboradores, dos amigos e dos diretores “que estão ao meu lado nesta empreitada”. Por fim, lembrou que o empresário “é quem faz nossa economia girar, é quem emprega, é quem tem coragem de enfrentar os obstáculos em meio a tantas adversidades econômicas que estamos enfrentando”.



‘Transformar Alfenas na Atenas Sul-Mineira’



A reitora da UNIFENAS, professora Maria do Rosário Araújo Velano, viúva do homenageado professor Edson Antônio Velano – que deu nome ao auditório 1 da Acia – falou em nome da família. Cumprimentou e agradeceu a diretoria da Associação Comercial e Industrial de Alfenas na pessoa de seu presidente Conrado Gomes. “Foi com muita alegria e incontido orgulho que minhas filhas e eu recebemos esta homenagem concedida ao Edson. Neste momento difícil por que passa o mundo hoje, onde se extinguiu o culto às virtudes e bondade daqueles que operam em prol da sociedade, é bastante motivador estarmos reunidos para homenagear a figura de Edson.”

Enalteceu a pujança e a determinação do fundador da UNIFENAS ao partir em busca dos seus ideais. “Vindo de família humilde, Edson não ficou à espera do acaso para que as coisas acontecessem. Tomou, ele próprio, seu caminho e munido de muita coragem e esforço, lutou com arrojo e tenacidade para concretizar seu sonho de transformar Alfenas na Atenas Sul Mineira. Nunca lhe faltaram vontade, garra e determinação. Assim, dedicou-se ao trabalho sem esmorecer”, disse professora Maria do Rosário Araújo Velano. Ela prosseguiu seu discurso parafraseando a Sagrada Escritura que “aos olhos de Deus, o homem se torna maior não pela posição que ocupa na sociedade ou o prestígio que goza perante os homens, mas pelo serviço que presta ao próximo”.

“Neste sentido, Edson foi um servidor. Sua vida foi de serviço não para o bem próprio, nem para engrandecimento pessoal, ao contrário, realizou atos memoráveis como a criação das Faculdades Integradas, logo depois a Universidade de Alfenas e hoje Universidade José do Rosário Vellano – UNIFENAS que, ao longo dos anos, têm colocado no mercado profissionais de gabarito operando em várias áreas do conhecimento e da ciência.” E finaliza: “Por último, mas não menos importante, gostaria de agradecer a Acia na pessoa de Conrado que, para nosso orgulho, escolheu o nome de Edson para o auditório dessa associação”.



Discurso da reitora da UNIFENAS, Professora Maria do Rosário Araújo Velano:



“Primeiramente gostaria de cumprimentar a Diretoria Executiva da Associação Comercial e Industrial de Alfenas, na pessoa de seu presidente Conrado Gomes de Souza e demais autoridades presentes.

Foi com muita alegria e incontido orgulho que minhas filhas e eu recebemos esta homenagem concedida a Edson.

Neste momento difícil por que passa o mundo hoje, onde se extinguiu o culto às virtudes e bondade daqueles que operam em prol da sociedade, é bastante motivador estarmos reunidos para homenagear a figura de Edson.

Vindo de família humilde, Edson não ficou à espera do acaso para que as coisas acontecessem. Tomou, ele próprio, seu caminho e munido de muita coragem e esforço, lutou com arrojo e tenacidade para concretizar seu sonho de transformar Alfenas na Atenas Sul Mineira.

Nunca lhe faltaram vontade, garra e determinação. Assim, dedicou-se ao trabalho sem esmorecer.

Diz o texto sagrado que, aos olhos de Deus, o homem se torna maior não pela posição que ocupa na sociedade ou o prestígio que goza perante os homens, mas pelo serviço que presta ao próximo.

Neste sentido, Edson foi um servidor. Sua vida foi de serviço não para o bem próprio, nem para engrandecimento pessoal, ao contrário, realizou atos memoráveis como a criação das Faculdades Integradas, logo depois a Universidade de Alfenas e hoje Universidade José do Rosário Vellano – UNIFENAS que, ao longo dos anos, têm colocado no mercado profissionais de gabarito operando em várias áreas do conhecimento e da ciência.

Assim deixou um legado para a posteridade que dificilmente será esquecido. As sementes que plantou com muito amor até hoje produzem frutos em diferentes setores da sociedade, como sua contribuição para o desenvolvimento socioeconômico de Alfenas e região, além dos serviços de qualidade nas áreas médico-hospitalar, odontológica, jurídica, psicológica, administrativa e contábil.

Por último, mas não menos importante, gostaria de agradecer à ACIA na pessoa de Conrado que, para nosso orgulho, escolheu o nome de Edson para o auditório dessa associação.”



(fonte: Jornal dos Lagos)