Notícias

29 de outubro de 2021

Enfermagem na conscientização contra o câncer de mama

Universitários desenvolvem atividades voltadas para comunidade acadêmica


Everton Marques
Ampliar foto
Autopalpação das mamas deve ser uma prática comum para se detectar qualquer alteração

O câncer de mama, o segundo mais comum entre as mulheres, quando detectado precocemente tem chances de cura mais altas e o tratamento é menos agressivo. Anualmente, o Outubro Rosa é dedicado à conscientização da doença e os alunos do curso de Enfermagem da UNIFENAS, por meio da disciplina de Saúde da Mulher e Atividade Integradora IV, desenvolvem atividades com este propósito.

Em 2021, a comunidade acadêmica foi quem recebeu as dicas de prevenção. Na Universidade, os futuros enfermeiros ensinaram a fazer a autopalpação das mamas e a necessidade de que em caso de qualquer alteração se busque o auxílio médico. A professora Andreia Majella da Silva Duarte Esteves (COREN - 74075) explica que olhar no espelho, observar o formato das mamas e dos mamilos, seu tamanho, o aspecto da pele e a coloração são atitudes tão necessárias quando apalpá-las.

A partir dos 40 anos de idade é recomendado que se faça mamografia. "Não é toda alteração na mama que é maligna, existem alterações benignas também. Então, detectou alterações, procure o serviço de saúde mais perto de sua casa para saber o que é e se precisa ou não de tratamento", informa a professora.

A atividade de conscientização do curso de Enfermagem foi toda desenvolvida pelos alunos. Em anos anteriores já houve palestras presenciais e on-line, ações junto à população, feiras de saúde, depoimentos de mulheres em tratamento do câncer, avaliação de mamas das acadêmicas e das colaboradoras da Universidade e doação de cabelos para perucas. Este ano a conscientização foi interna, mas com a mesma preocupação de multiplicar o número de pessoas informadas da necessidade de prevenção.



(Saiba mais: Enfermagem)