Notícias

17 de fevereiro de 2022

Egresso de Engenharia Civil assume Diretoria Técnica e de fiscalização do Crea-MG


Da redação
Ampliar foto
O engenheiro Eduardo Luiz Souza Ribeiro (direita) recebe termo de posse na nova função no Crea-MG

Formado pela UNIFENAS (Universidade José do Rosário Vellano), o engenheiro civil e de segurança do trabalho Eduardo Luiz Souza Ribeiro tomou posse como diretor Técnico e de Fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG), no dia 20 de janeiro de 2022. Aos 41 anos, Eduardo é especialista em meio ambiente e engenharia sanitária, tem MBA em gestão executiva de negócios e atua como consultor técnico no ramo de concreto.

Com uma participação efetiva no Sistema desde o início de sua vida profissional, Eduardo entende que “a fiscalização tem uma importância vital na proteção da sociedade. É nosso trabalho exigir a presença declarada de profissionais habilitados. São eles que garantem o uso e a definição da melhor técnica e dos métodos corretos no exercício das atividades de engenharia, agronomia e geociências. O desafio da Diretoria é reforçar esse papel”, afirmou.

O conselheiro já foi inspetor modal e secretário em Alfenas e participa do Plenário do Crea-MG há 15 anos em mandatos não consecutivos, indicado pela Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da Região de Alfenas (Asseara). No Conselho, Eduardo já coordenou a Câmara Especializada de Engenharia Civil, a Comissão Permanente de Renovação do Terço, a Eleitoral e o Fórum de Coordenadores. Ele também representou o Crea-MG na Comissão Temática de Harmonização Interconselhos do Confea.



Diretoria



Órgão executivo da estrutura básica, a Diretoria do Crea-MG, composta por conselheiros regionais, auxilia a presidência no desempenho de suas funções e decide sobre questões administrativas. Os diretores Administrativo e Financeiro; de Planejamento, Gestão e Tecnologia; Técnico e de Fiscalização; de Atendimento e Acervo; de Relações Institucionais, e de Recursos Humanos são eleitos pelo Plenário, em votação secreta. Já o vice-presidente é indicado pelo presidente e homologado pelo Plenário.



(Colaboração: Jornal dos Lagos)