Notícias

22 de março de 2022

14 anos sem professor Edson Antônio Velano

Fundador da UNIFENAS nos deixou em 22 de março de 2008


Ampliar foto
Professor Edson Antônio Velano: uma saudade que dura 14 anos

“Saudade é um sentimento melancólico devido ao afastamento de uma pessoa, uma coisa ou um lugar; ou à ausência de experiências prazerosas já vividas.” Essa é a definição exata do que a palavra saudade representa no nosso viver. Muito mais do que isso! Saudade é um sentimento que corrói, que nos traz o desejo de sempre estar perto da pessoa que se afastou de nós! Saudade é o sumo de todos os sentimentos: nos encoraja ao amor, nos fortalece à vida e nos alimenta de angústias constantes! Também nos dá motivos para continuar, continuar, e continuar... Saudade deveria preencher nossos vazios e nos proporcionar a certeza de que estamos bem! Mas não é bem assim! Como queríamos estar ao lado das pessoas que se foram e que muito amamos. Como somos egoístas ao ponto de querer desistir de algo que tanto queremos perto de nós que nunca pensamos em concentrar nossas forças nos desígnios que Deus preparou para cada um de nós.

Foi no dia 22 de março de 2008 que o professor Edson Antônio Velano nos deixou definitivamente da vida terrena. Foi um dia tenebroso para nós que ficamos, mas com certeza de redenção, de júbilo e de muita alegria para ele, que foi ao encontro do Pai com uma missão mais do que perfeita aqui na terra! Uma missão cumprida com o mais profundo sucesso de seus anos de empenho, de luta, de bravura e de muita astúcia. Professor Edson Velano se juntou aos escolhidos para repousar no Colo Eterno do Pai e nos deixou cobertos de muitas saudades. Ele foi o justo patrão, o encorajador para todas as lutas, o mais bondoso dos homens que por perto de nós caminhou. Professor Edson Antônio Velano foi – e continua sendo – marcante na vida de muitos e muitos alfenenses, mineiros... Ele deixou uma lacuna, mas plantou e semeou o bem! Criou oportunidades para todos e ‘ensinou a pescar!’

O dia 22 de março fica eternizado como um dia sombrio, mas também um dia de alegria para celebrar com intensidade, porque tudo o que ele fez e realizou, o fez e o realizou plenamente. O fundador da UNIFENAS e de vários outros empreendimentos soube como lidar com as pedras colocadas no seu caminho. Driblou todas as dificuldades e marcou um gol de placa: a sua benevolência para com a vida do próximo e daqueles que tiveram o privilégio do seu convívio! A nossa alegria, o nosso sucesso, ah, eram a sua alegria, o seu sucesso! Como se alegrava com as vitórias alheias e como encontrou dificuldades para as suas, mas vieram com perfeição. Nunca desistiu e nunca abandonou aqueles com os quais ele podia contar. Professor Edson Antônio Velano deixou a esposa, professora Maria do Rosário Araújo Velano, as filhas Dra. Larissa Araújo Velano e Dra. Viviane Araújo Velano Cassis. Deixou os netos João Vitor, Gabriela e Edson. De lá, com certeza olha e cuida dos seus! Olha e cuida de tudo o que o alegrou! Olha e cuida com carinho de pai, de cuidador, de amigo, de professor!

Uma saudade que dura 14 anos! Parece não ter fim!!! Só saudades!



Valdir Cezário – Jornal dos Lagos